Cai o número de indenizações do Seguro DPVAT para casos de morte no primeiro trimestre do ano

De janeiro a março de 2014, as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram um crescimento de 29% com relação ao mesmo período em 2013. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria dos pagamentos no período (75%) e os casos de morte registraram uma redução de 14% com relação ao mesmo período de 2013.~ No primeiro trimestre do ano, a maior incidência de indenizações pagas foi para vítimas do sexo masculino. A faixa etária mais atingida no período foi de 18 a 34 anos, representando 52% do total das indenizações pagas. Isso demostra, mais uma vez, o quanto os jovens estão perdendo a vida e ficando inválidos pela violência do trânsito brasileiro Ainda no mesmo período, a maior incidência de vítimas foram os motoristas, com 62% dos pagamentos, sendo 89% destes para motociclistas e 11% para os motoristas dos demais veículos. Em acidentes fatais, os condutores representaram 50% das indenizações e, em acidentes com sequelas permanentes, 63%. Além disso, seguindo a mesma tendência dos anos anteriores, a motocicleta foi o tipo de veículo que recebeu a maior parte das indenizações, com 74%. Além disso, de acordo com os dados da Seguradora Líder DPVAT, a região Nordeste foi a responsável pela maior concentração das indenizações do Seguro DPVAT (33%), embora sua frota seja a terceira maior do país, atrás das regiões Sudeste e Sul.